Brasília – O governo brasileiro está planejando adotar sanções econômicas e políticas a Taiwan caso a sentença judicial que determina a volta do menino gaúcho Iruan ao Brasil não for respeitada por aquele país. A questão foi tratada anteontem, em audiência no Ministério de Relações Exteriores. A deputada Maria do Rosário (PT-RS), da Comissão Interinstitucional para o Retorno de Iruan, disse que a embaixada solicitou ao advogado do governo brasileiro um estudo sobre o funcionamento da Justiça daquele país. O motivo seria a verificação do cumprimento dos prazos para a execução da sentença. A preocupação da comissão foi uma declaração pública da vice-presidente daquele país contrária à volta de Iruan.