A empresa Long Jump, responsável pela importação e comercialização no Brasil do brinquedo Bindeez, decidiu fazer um recall do produto, suspeito de conter substância tóxica semelhante à droga sintética Ecstasy. A partir de quarta-feira, a Long Jump começará a veicular em jornais e emissoras de rádio e televisão uma campanha de alerta à população sobre eventuais riscos do produto para a saúde e pedirá que o Bindeez seja mantido longe do alcance das crianças.

A decisão da empresa foi informada ao Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), do Ministério da Justiça que já havia intimado a Long Jump a prestar informações. A coordenadora-geral de Assuntos Jurídicos do DPDC, Maria Beatriz Corrêa Salles, disse que a Long Jump enviou, no dia 8, exemplares do produto ao Inmetro para uma análise específica.

Essa análise deve durar 15 dias e, se for comprovado risco para a saúde, a empresa fará o recolhimento dos brinquedos vendidos. Nesses casos, está prevista a troca ou restituição do valor pago pelo produto. Se o laudo do Inmetro comprovar que não há a substância tóxica, o consumidor pode ser ressarcido pelo tempo que ficou sem usar o brinquedo.