A Vara Criminal de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, condenou o goleiro Bruno Fernandes a 4 anos e 6 meses de prisão por cárcere privado da ex-amante Eliza Samudio, de 25 anos. A informação é da assessora do advogado Claudio Dalledone Júnior, responsável pela defesa do atleta. A defesa pretende recorrer da sentença.

Segundo informações do jornal Bom Dia Brasil, da Rede Globo, Luiz Henrique Ferreira Romão, conhecido como Macarrão, também teria sido condenado pelos mesmos crimes. O advogado dele não foi encontrado para comentar a sentença.

Em outubro de 2009, Eliza registrou queixa na delegacia. Ela, que na época estava grávida de cinco meses, teria sido agredida e obrigada a ingerir medicamentos com substâncias possivelmente abortivas.

Bruno e Macarrão foram denunciados em julho deste ano pelo Ministério Público do Rio de Janeiro pelos crimes de sequestro, cárcere privado e de lesão corporal contra Eliza. Eles também são acusados de envolvimento no desaparecimento da jovem. Ela sumiu no início de junho. A jovem tentava provar na Justiça que Bruno é pai de seu filho.