A greve dos funcionários da Caixa Econômica iniciada nesta terça-feira (27) ocorre pela abertura de capital da Caixa Seguridade prevista para quinta-feira (29). A paralisação das atividades na instituição bancária deve durar 24 horas e atingir também funcionários em home office.

LEIA TAMBÉM – Curitiba já tem 94% de suas ruas com velocidade máxima de até 50km/h

A reivindicação também abrange a contratação dos funcionários que passaram em concurso público promovido pelo banco em 2014 e que não foram chamados pela empresa, a vacinação de funcionários da Caixa Econômica no grupos prioritários de vacinação contra Covid-19.

VIU ESSA? Pesquisa aponta que maioria concorda que igrejas devem ficar fechadas pra conter covid-19

A Caixa informou, em nota, que participa de mesa permanente de negociação com as representações sindicais e assegurou que os clientes do banco e os beneficiários do auxílio emergencial serão atendidos.

Apesar da greve, a reportagem da Tribuna ainda encontrou agências abertas em bairros de Curitiba, entre eles o Mossunguê, no fim da manhã desta terça-feira.