A Caixa Econômica Federal informou nesta segunda-feira, 21, que antecipará, para 2019, os pagamentos a todos os trabalhadores do saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os saques dizem respeito a contas ativas e inativas do fundo, limitados a até R$ 500 por conta.

Para quem possui conta de poupança na Caixa, os valores são depositados automaticamente. Estes valores já foram depositados até o dia 9 de outubro.

+ Leia mais: Buraco coloca motoristas em risco e irrita comerciantes de bairro de Curitiba

Para quem não possui conta na Caixa, os saques podem ser feitos pelos canais de atendimento do banco (lotéricas, agências, caixas de autoatendimento e correspondentes bancários). Neste caso, os pagamentos começaram em 18 de outubro para os brasileiros com data de aniversário em janeiro. Quem optar pela transferência de recursos para outros bancos não precisará pagar nenhuma taxa.

Novo cronograma

Pelo novo cronograma, divulgado nesta segunda-feira pela Caixa, todos os trabalhadores poderão sacar o valor referente ao saque aniversário ainda em 2019.

Para quem nasceu em fevereiro ou março, o início do saque será em 25 de outubro.

Para nascidos em abril e maio, o saque começa em 8 de novembro.

Para quem faz aniversário em junho e julho, o saque começa em 22 de novembro.

Para quem nasceu em agosto, o início será em 29 de novembro.

No caso de quem faz aniversário em setembro e outubro, a data de início é 6 de dezembro.

Por fim, para quem faz aniversário em novembro e dezembro, a data é 18 de dezembro de 2019.

A data-limite para recebimento dos valores continua sendo 31 de março de 2020.

Anteriormente, a previsão da Caixa era de que os saques imediatos somente seriam finalizados em 6 de março de 2020, quando seriam pagos os valores para quem faz aniversário em dezembro.

Estímulo à economia

Em 24 de julho, o governo anunciou a liberação de saques de até R$ 500 de contas ativas (referentes a contratos de trabalho atual) e inativas do FGTS. O limite é por conta. A projeção do governo era de que os saques do FGTS injetassem R$ 40 bilhões na economia até 2020, sendo que R$ 28 bilhões seriam para este ano e R$ 12 bilhões para o próximo ano.

+ Leia ainda: Novos voos saindo do Afonso Pena começam a operar nesta terça; veja os destinos!

Com a mudança anunciada hoje, R$ 40 bilhões serão liberados já em 2019. “A estratégia adotada pela Caixa soma agilidade, eficiência e tecnologia”, afirmou o presidente do banco, Pedro Guimarães, em comunicado distribuído a jornalistas.

Segundo ele, a eficiência demonstrada pela Caixa “permite a antecipação do pagamento a todos os 96 milhões de trabalhadores até dezembro, possibilitando a injeção de cerca de R$ 40 bilhões na economia ainda esse ano”.

 

Melhorias na BR-376 estão entre as obras previstas em acordo de leniência com concessionária