Cerca de 42 mil casos de câncer de mama surgem a cada ano no Brasil. No Distrito Federal, são detectados 610 casos anuais com, aproximadamente, 120 mortes, sendo este o maior número de óbitos pela doença no País segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Com o objetivo de conscientizar as mulheres de Brasília sobre a importância de fazer o auto-exame e diagnosticar a doença no início, cerca de duas mil mulheres foram às ruas da capital federal, pela primeira vez, participar da 1.ª Caminhada Contra o Câncer de Mama. O evento foi promovido pelo Instituto Brasileiro de Controle de Câncer (IBCC) e por uma rede de televisão.

A caminhada partiu da frente do Ministério da Educação, onde foi instalada uma tenda, na qual médicos deram orientações de como fazer o auto-exame e proceder ao encaminhamento de casos suspeitos para exames complementares. Segundo o produtor-executivo do evento, Onésimo Affin Júnior, nos cinco anos de caminhadas no País contra o câncer de mama foram detectados 600 casos da doença em estandes, como o montado em Brasília. Ele lembrou que as mulheres com mais de 45 anos devem fazer mamografia pelo menos uma vez por ano.

Este ano, a caminhada contra o câncer de mama já foi realizada em São Paulo e Belo Horizonte, faltando ainda percorrer as cidades de São José dos Campos (SP), Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Curitiba e Ribeirão Preto (SP).

Ao fim do percurso em Brasília, todas as participantes receberam medalhas.