Saem os primeiros números do carnaval de 2017: serão 495 blocos nas ruas de São Paulo entre 17 de fevereiro e 5 de março do ano que vem, conforme balanço divulgado pela Secretaria Municipal de Cultura nesta sexta-feira, 18. O número é 61% maior do que o balanço da última edição, quando 306 agremiações de foliões desfilaram pela cidade.

Todos os blocos inscritos recebem apoio oficial para a realização do evento. A Prefeitura é responsável por infraestrutura de segurança, acompanhamento da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), ambulâncias e banheiros químicos. Para evitar desperdícios de recursos públicos, a administração municipal solicita que eventuais cancelamentos de participação dos blocos sejam comunicados até 17 de janeiro.

Ao longo da campanha, o prefeito eleito João Doria (PSDB) afirmou que o carnaval de rua de São Paulo deve continuar existindo. Ele pretende, entretanto, avaliar medidas a serem tomadas para incentivar uma descentralização dos blocos, evitando tumulto em determinadas regiões.