O casal José Alberto Filho, de 55 anos, e Maria do Socorro dos Santos, de 47, a filha Luana dos Santos Alberto, de 16, e o neto Rian, de 3, morreram, no fim da tarde de ontem (terça-feira), em uma colisão do veículo no qual estavam, um Ka com placa de Campinas (SP), com uma carreta carregada de botijões de gás, na BR-116, altura do município de Manoel Vitorino (BA), 380 quilômetros a sudoeste de Salvador.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, Alberto, que dirigia o carro, tentou fazer uma ultrapassagem, em local permitido, mas não conseguiu concluir a manobra a tempo de evitar a colisão com a carreta, que vinha no sentido contrário.

Com o impacto, o carro explodiu, matando todos os ocupantes na hora. Outros familiares das vítimas, que viajavam em outros automóveis, presenciaram o acidente. O motorista da carreta não ficou ferido, mas o veículo ficou atravessado na pista, bloqueando a passagem nos dois sentidos e causando 20 quilômetros de congestionamento até que a rodovia fosse liberada, já à noite.