Pouco mais de 12 horas após a ação dos Black Blocs no centro de São Paulo durante protesto de professores, quarto quarteirões da Avenida Rio Branco permanecem com rastro de destruição na manhã desta terça-feira, 08. Funcionários de bancos e de outros estabelecimentos comerciais limpam os vidros estilhaçados entre o cruzamento da Avenida Ipiranga e da Rua dos Gusmões.

Na avenida, a reportagem contou três bancos que foram alvo de vandalismo, além de dois supermercados e um prédio que serve de estacionamento. Na Praça da República, as lanchonetes que foram depredadas já estão limpas, porém as fachadas permanecem sem vidros e com portões empenados. Em um banco também localizado na praça, funcionários começam a retirar os estilhaços.