O candidato da Frente Trabalhista a presidente, Ciro Gomes (PPS-PDT-PTB), disse que ?Lula (Luiz Inácio Lula da Silva, candidato da Coligação Lula Presidente) desertou de sua missão republicana?, ao não defender, ativamente, o presidente nacional do PT, deputado José Dirceu (SP), quando este foi acusado de ter participado de irregularidades na Prefeitura de Santo André, no Grande ABC (SP)  pelo procurador- geral da República, Geraldo Brindeiro. ?Com uma agilidade tremenda (…), o procurador da República representou contra José Dirceu?, disse. ?A voz que se levantou contra isso foi a minha?, afirmou, lembrando que o Supremo Tribunal Federal (STF) considerou que não cabia a representação. De acordo com o candidato da Frente Trabalhista a presidente, Lula deixa por conta dele, Ciro, fazer esse tipo de crítica e evita entrar em conflitos. ?Ele quer ficar lá de ?Lulinha, Paz e Amor?.? Ele criticou o candidato da Coligação Lula Presidente também por ter se recusado a participar do governo do ex-presidente Itamar Franco (sem partido), hoje, governador de Minas Gerais, ?na noite do impeachment de Collor (Fernando Collor de Mello, ex-presidente e atual candidato do PRTB a governador de Alagoas)?. ?Aí, morreu minha ilusão com ele (Lula)?, disse. ?A responsabilidade é nossa. Nós fizemos o impeachment?, afirmou, comentando que a ex-prefeita de São Paulo Luíza Erundina, hoje, deputada do PSB, foi expulsa do PT porque aceitou participar do governo como secretária da Administração Federal. Ciro criticou o candidato da Coligação Lula Presidente também pela ?inexperiência?. ?O Lula fez essa incrível opção de ter como sua primeira experiência administrativa ser presidente da República na hora do furacão?, afirmou.