Em defesa ao regime parlamentarista, o candidato da Frente Trabalhista (PPS-PDT-PTB) à Presidência, Ciro Gomes, disse hoje que o Brasil tem ?uma democracia de araque, onde o poder é exercido pelos plutocratas, pelos barões, que cada vez mais são estrangeiros?. De acordo com Ciro, as instituições políticas são fracas e será difícil mudar o sistema de representatividade. ?Por que alguém vai mudar uma Constituição que lhe dá um mandato eterno??, argumentou.

O candidato da Frente Trabalhista também se queixou do que ele classifica de ?uma manipulação quase monopolista da informação?. ?O Brasil não decide quanto vai para Saúde ou para a Educação. Tudo é decidido em Wall Street ou em Washington?, disse. Isso acontece, segundo ele,  porque o Brasil não tem poupança, por isso não investe, não cresce e não gera emprego e para crescer precisa do investimento estrangeiro. No entanto, o dinheiro estrangeiro, segundo Ciro, ?está destruindo o nosso futuro?.