Rio – Decisão do Superior Tribunal de Justiça garantiu à dona-de-casa Vera Castro de Brito, de Cachoeiras de Macacu, indenização por danos morais, no valor de R$ 20 mil, a serem pagos pelo instituto de tratamento de beleza Belocap Produtos Capilares Ltda. e pela Procosa Produtos de Beleza Ltda., fabricante dos produtos Loreal. Vera Castro de Brito comprou em supermercado, em fevereiro de 2000, um vidro de tinta para tingir cabelos, da marca L? oreal, cor louro. Ao utilizar o produto, em casa, percebeu que, na verdade, a cor contida no frasco era preta, pelo que contatou a empresa fabricante, a Procosa. Esta, após mandar fazer perícia no produto, constatou o erro, e a encaminhou para solucionar o problema na Belocap, um instituto de beleza credenciado. Porém, após várias sessões de aplicações de novos produtos, que, segundo as empresas, solucionariam o caso, a cliente verificou o aparecimento de feridas na cabeça e queda acentuada dos cabelos.