Brasília – O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Marco Maciel (DEM-PE), disse nesta quarta-feira (21) que está "tudo marcado" para votar, na próxima quarta-feira (28), o processo de cassação do presidente licenciado da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Ele ressaltou que, caso haja pedido de vista ao relatório a ser apresentado pelo senador Arthur Virgílio Neto (PSDB-AM), a tendência é que se conceda um prazo curto, que poderia ser de 24 horas.

Maciel ponderou que a CCJ limita-se a analisar as questões formais da representação (constitucionalidade e cumprimento de prazos, dentre outras) sem entrar no mérito da proposta de cassação.

Ele considera que se o presidente em exercício do Senado, Tião Viana (PT-AC) quiser, há condições de votar em plenário na quinta-feira (29). "Este calendário, no entanto, cabe a Tião Viana".

Hoje, Renan Calheiros (PMDB-AL) prorrogou sua licença da Presidência do Senado por 35 dias.