Brasília – O Conselho de Ética marcou para quarta-feira (27) a reunião para discutir os próximos passos do processo de quebra de decoro parlamentar instalado contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). O presidente do conselho, senador Sibá Machado (PT-AC), comunicou por meio de sua assessoria que a reunião, agendada para 13h30 de quarta, deve resolver definitivamente o problema da ausência de um relator para avaliar a representação do P-SOL sobre as denúncias contra Renan.

O caso continua sem relator após a licença médica do primeiro nomeado, senador Epitácio Cafeteira (PTB-MA), e da renúncia do segundo nomeado, Wellington Salgado (PMDB-MG), após a ausência de acordo para votar o texto na semana passado. Segundo a assessoria de Sibá Machado, o senador apóia a reunião de líderes que deve ser realizada amanhã (26) para definir a questão da relatoria do caso. O petista tem reafirmado dificuldade de encontrar um novo relator.

Se não conseguir encontrar um substituto, Sibá Machado admitiu, também segundo sua assessoria, que pode indagar individualmente e publicamente cada senador do Conselho de Ética sobre a possibilidade de assumir a relatoria. O método poderia ser usado na reunião de quarta-feira.