Foto: Agência Câmara

Deputado Ricardo Izar foi o parlamentar com o maior número de emendas aprovadas na Constituinte de 1988.

Brasília – O presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados, Ricardo Izar (PTB-SP), morreu na tarde de sexta-feira (2), às 15h30, vítima de complicações de uma ruptura de aneurisma da aorta. O deputado, que estava com 69 anos, encontrava-se internado desde o dia 28 de março na Unidade de Terapia Intensiva do Instituto do Coração, em São Paulo.

O velório está sendo realizado na Assembléia Legislativa de São Paulo, desde a noite de sexta-feira (2) e o sepultamento será neste sábado (3), no cemitério São Paulo, no bairro Pinheiros, às 15 horas.

Ricardo Izar era advogado e estava em seu sexto mandato como deputado federal. O parlamentar teve atuação fundamental nos julgamentos do Conselho de Ética durante o caso mensalão, que puniu vários deputados federais com a perda de mandato, além dos que renunciaram para evitar a perda de mandatos.

Em sua longa carreira no Congresso, Izar foi o parlamentar com o maior número de emendas aprovadas no texto da Constituição de 1988. Além de ter atuado como procurador da Câmara em 2003, Izar, no Congresso, foi integrante da Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização e da Comissão Mista da Redução da Alíquota do Imposto de Importação.

Na Câmara dos Deputados, presidiu as comissões de Defesa do Consumidor, Meio Ambiente e Minorias. Integrou as comissões de Constituição e Justiça e de Cidadania; Agricultura e Política Rural; Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; Relações Exteriores e Defesa Nacional; Desenvolvimento Urbano; Educação e Cultura; Fiscalização Financeira e Controle; Minas e Energia; e Seguridade Social e Família.

Já nas comissões especiais, entre outras participações, foi presidente da comissão de Regulamentação de Medidas Provisórias, relator da de Patrimônio Incorporações Imobiliárias, primeiro vice-presidente da Comissão de Código Civil, terceiro vice-presidente da Cassinos no Brasil.

Ricardo Izar teve intensa participação parlamentar no exterior, não só como integrante do grupos parlamentares Brasil-Líbano e Brasil-Japão, mas também na área do turismo. Em São Paulo, exerceu quatro mandatos como deputado estadual. Considerado como um dos deputados mais atuantes em todos os mandatos, recebeu títulos de cidadão honorário de 37 municípios de São Paulo. O suplente de Izar é o deputado Jéfferson Alves Campos, também do PTB.

Saiba mais:

Morre Ricardo Izar, presidente do Conselho de Ética

Izar segue internado na UTI e seu quadro é estável

Deputado Ricardo Izar melhora, mas segue na UTI