No encerramento da reunião, o presidente da CPI da Crise Aérea, deputado Marcelo Castro (PMDB-PI) anunciou que a comissão deve discutir na próxima quinta-feira (12) relatório sobre o acidente com o Boeing da Gol, ocorrido em setembro do ano passado, que deixou 154 mortos.

Marcelo Castro observou que, após dez meses de crise, não compreende a falta de coordenação do sistema, que inclui o Comando da Aeronáutica, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero). Mesmo assim, o deputado ponderou que foi reduzida a tensão no sistema sobre a falta de diálogo entre controladores e Comando da Aeronáutica.

Sem respostas

O deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR) cobrou do diretor do Instituto de Controle do Espaço Aéreo (Icea), Paulo Roberto Sigaud Ferraz, uma posição sobre o software de controle aéreo, apontado por sindicalistas dos controladores como um dos pontos críticos na segurança que contribuíram para o acidente. Ferraz respondeu que as críticas são apenas "uma opinião, não um parecer".

Apesar de elogiar as informações obtidas sobre o Icea, Fruet lamentou a falta de respostas do diretor do instituto a questões levantadas pelos parlamentares. "Isso se deve à cultura dos militares", comentou. Ferraz ainda se esquivou de pergunta do deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP) sobre resolução do Conselho Nacional de Aviação Civil (Conac) que apontava, já em 2003, a necessidade de aumentar o número de controladores de vôo.

Agenda

Na terça-feira (10), às 9 horas, a CPI se reúne para discutir o Projeto de Lei 3337/04, do Poder Executivo, que disciplina novas regras e atribuições das agências reguladoras de serviços públicos, afetando a Anac. O Plenário aprovou nesta semana requerimento de urgência para a proposta. Também na terça-feira, às 13 horas, os deputados votarão requerimentos polêmicos.

Na quarta-feira (11), a CPI poderá voltar a ouvir o diretor-geral do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Dcea), major brigadeiro-do-ar Ramón Borges Cardoso. O requerimento de reconvocação será votado na terça.

Marcelo Castro ainda sugeriu uma reunião interna, sem data marcada, para análise de todas as informações já coletadas até o momento e redefinição dos rumos da CPI. Também na semana que vem, Fruet vai participar de missão de adidos da Aeronáutica a Europa e Israel, para conhecer sistemas de controle de vôo.