O líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), ocupou a tribuna do Senado para pedir, mais uma vez, o afastamento do presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), e anunciou que o partido continuará obstruindo as votações desta terça-feira (21). Calheiros é réu em três processos no Conselho de Ética do Senado.

Arthur Virgílio disse ainda que a bancada do partido irá se reunir ainda nesta terça-feira para decidir se votará ou não a Medida Provisória (MP) que permite o parcelamento da dívidas das cooperativas e dos produtores rurais contraídas nos últimos quatro anos e o parcelamento de débitos de micros e pequenos empresários que aderiram ao Super Simples. Na sessão desta terça-feira, não houve acordo entre governo e oposição e a expectativa é de que a MP seja votada amanhã.