O relator da CPI do Apagão Aéreo do Senado, Demóstenes Torres (DEM-GO), disse que a comissão poderá chamar a diretora da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Denise Abreu, para explicar as acusações feitas pelo presidente da Infraero, José Carlos Pereira, que está deixando o cargo. Em entrevista ao jornal O Globo, o brigadeiro a acusou de tentar beneficiar um amigo, na tentativa de transferir o setor de cargas dos aeroportos de Congonhas e Viracopos para o aeroporto de Ribeirão Preto.

Para o senador, com a denúncia a Anac passa a ser foco de investigação. "Vamos estudar tudo isso para ver o que fazer e acionar a Polícia Federal, o Ministério Público e o Tribunal de Contas da União", disse Torres, ao deixar o Ministério da Defesa onde apresentou ao ministro Nelson Jobim o seu relatório parcial sobre o caos aéreo.

Em entrevista, Demóstenes criticou a saída do brigadeiro da presidência da Infraero. Para o senador, José Carlos Pereira era a "parte boa e honesta da empresa". "O presidente da Infraero era parte boa, honesta, decente e técnica. Mas em relação a nomes nós temos que dar crédito para quem assume", afirmou o senador.