A Polícia Civil de São Paulo descobriu um plano para assassinar o deputado federal Carlos William (PTC-MG). As primeiras suspeitas são de que outro político da Câmara Federal seja o mandante do crime. Na terça-feira os policiais prenderam Odair da Silva, motorista de um deputado federal de Minas, cujo nome não foi divulgado. Ele é acusado de ter encomendado o atentado por ordem do deputado para o qual trabalha.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP), Silva foi preso na praça de alimentação do shopping Tamboré, na Grande São Paulo, no momento em que negociava o crime. Ele estaria com um homem apenas identificado como Alemão, que seria contratado para matar Willian. Alemão conseguiu fugir.

De acordo com a SSP, no último dia 10 homens armados invadiram o apartamento de um assessor de Carlos Willian. O assessor foi espancado e o grupo levou R$ 30 mil em dinheiro e alguns pertences. O caso se encontra no Superior Tribunal de Justiça (STJ) à espera de novas determinações. Willian está em seu segundo mandato.