Depois de um período de seis meses com registro de alta do desmatamento na Amazônia, o bimestre março/abril teve queda da perda florestal em relação ao mesmo período de 2012. Os dados, divulgados nesta segunda-feira, 06, pelo Instituto de Pesquisas Espaciais, apontam que as áreas de desmatamento e degradação somaram 175 quilômetros quadrados neste período, contra 292 quilômetros quadrados nos mesmos meses do ano anterior. Mato Grosso liderou, com 83,57 quilômetros quadrados. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.