Um detento se rebelou na manhã de hoje e fez uma agente da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, refém por cerca de 8 horas. O detento exigia ver a sua filha de menos de dois anos de idade. A família havia se negado a levar a criança nos dias de visita ao rapaz. A funcionária foi libertada sem ferimentos no início da noite.

De acordo com o Delegado da Polícia Federal (PF) e diretor do presídio, Kércio Silva, o preso – condenado por participação em roubo a pedestres – trabalhava na limpeza da área administrativa do presídio havia quatro meses. Perto das 10h, ele atacou a funcionária e tomou a arma dela.

Os agentes penitenciários começaram as negociações. Kércio disse que o condenado, de 26 anos, aparentava grande desequilíbrio emocional. Um delegado da PF especializado em negociações foi enviado pelo governo federal para ajudar no caso.

A polícia se recusou a atender o pedido do detento. Mãe, avó, irmão e tias do preso foram chamadas e falaram com o condenado por telefone. No início da noite, o rapaz se entregou e ninguém ficou ferido. O preso foi encaminhado a um hospital psiquiátrico.