Brasília – A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Apagão Aéreo na Câmara dos Deputados promoverá nesta quarta-feira (25) duas audiências para discutir o acidente com o Airbus A320 da TAM, ocorrido em São Paulo há uma semana. Às 9h, os deputados da CPI vão ouvir e debater a crise aérea e o acidente com o presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Milton Zuanazzi. Às 15h, em nova audiência, será ouvido o vice-presidente técnico da TAM Linhas Aéreas, Ruy Amparo. As audiências estão marcadas para o Plenário 2 da Câmara.

A deputada Luciana Genro (P-SOL-RS), integrante da CPI, informou que levará à audiência um representante das famílias de vítimas do acidente com o Airbus, Euripedes Conceição, que era namorado da jornalista Kátia Escobar, passageira do avião. Segundo a deputada, os parentes desconfiam de que não há 16 legistas trabalhando no Instituto Medico Legal (IML) em São Paulo para a identificação dos corpos.

"O representante da comissão de vítimas vai pedir à CPI que interceda junto ao governo de São Paulo para que agilize a identificação dos corpos", informou a deputada. Segundo ela, os familiares querem inclusive que mais peritos e outros institutos trabalhem nessa identificação.

Na quinta-feira (26), a CPI do Apagão Aéreo fará também duas audiências públicas para as tomadas de depoimentos do diretor-presidente da Pantanal Linhas Aéreas, Marcos Sampaio Ferreira, às 9h, e do superintendente de Empreendimentos de Engenharia da Infraero, Armando Schneider Filho.