São Paulo – O diretor da edição brasileira da revista Vogue, Andrea Carta, morreu na madrugada de ontem em São Paulo após cair do 5.º andar do apartamento do empresário Rogério Fasano, filho do proprietário do hotel e do restaurante Fasano. O caso aconteceu por volta das 2h40 da manhã na Rua Sarandi, na região dos Jardins, e a vítima morreu na hora. O corpo de Andrea Carta foi enterrado ontem mesmo no Cemitério São Paulo, em Pinheiros.

A polícia instaurou um inquérito de “morte a esclarecer”. A delegada do 78.º Distrito Policial, Ana Lúcia Junqueira Guimarães, já ouviu Rogério Fasano, o porteiro do prédio e funcionários do bar do Hotel Fasano, onde Carta e o empresário estiveram na noite anterior. Rogério Fasano deve prestar novo depoimento. Fasano disse à polícia que os dois foram anteontem à noite ao bar do hotel. Testemunhas ouvidas pela delegada disseram que os dois, que são amigos de infância, discutiram no bar e que Carta, aparentemente alcoolizado, reclamava que recebia pouca atenção do empresário.

Fasano deixou o bar em direção ao restaurante e foi seguido pelo jornalista. As câmeras do hotel registram a saída dos dois em momentos diferentes. Ao chegar no apartamento de Fasano, a delegada diz que Carta teria ameaçado se jogar da janela e que o empresário teria tentado contê-lo. Fasano contou à polícia que Carta perdeu o equilíbrio e ficou apoiado na janela. O empresário jogou uma manta para o jornalista se segurar, mas Carta não conseguiu segurar e caiu.

A delegada Ana Lúcia esteve no local com dois peritos e tirou fotos do local em que o corpo caiu, na lateral do prédio. Ela garante que nenhuma hipótese está descartada. A polícia avalia a possibilidade de suicídio, já que a manta foi encontrada pela polícia e não há objetos quebrados ou sinais de briga no apartamento.

Andrea Carta é filho do editor Luis Carta (1936-1994), que implantou no Brasil a revista Vogue. A morte do editor chocou a elite paulistana. Carta, de 45 anos, era editor-chefe da Vogue Brasil e diretor da Carta Editorial, que publica a revista. O título foi trazido ao Brasil pelo seu pai, Luis Carta. Ele era sobrinho do jornalista Mino Carta, atual diretor de redação da Carta Capital.

O empresário Rogério Fasano é proprietário junto com sua família dos restaurantes Gero e Fasano, além do novo hotel Fasano. Ambos estavam ligados à indústria do luxo na cidade, atividades que herdaram de suas famílias italianas, um com publicações sofisticadas e o outro na área gastronômica.