Brasília

(AE) – Uma pesquisa patrocinada pela Unesco Fundo das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, revela que 29% dos alunos da rede pública e privada da capital paulista já viram colegas ou estranhos portando armas de fogo ou branca dentro das escolas. Entre esses estudantes, 4% admitem ter entrado armado nas salas, 11% dizem conhecer os pontos-de-venda, 19% afirmaram que os pais possuíam armas em casa e 19% garantem ser fácil conseguir um revólver ou faca nas imediações e até mesmo dentro da instituição de ensino. Os dados estão no livro “Violências nas Escolas”, coordenado pelas pesquisadoras Miriam Abramovay e Maria das Graças Rua, lançado em março. A pesquisadora observa que a violência nos colégios sempre existiu e se tornou mais explícita com o crescimento de casos nas ruas.