Brasília – Os corpos dos sem-teto Vagner da Silva Moreira e Pedro Nascimento, mortos na quarta-feira durante a desocupação do Condomínio Sonho Real, no Parque Oeste Industrial, em Goiânia, foram enterrados ontem no cemitério Vale da Paz. O cortejo foi acompanhado por moradores do parque desocupado. Três dos procurados pela Polícia Militar com base em mandados de prisão, expedidos anteontem, estavam no enterro. Mas todos fugiram antes de serem presos.

Na quarta-feira, o secretário especial de Direitos Humanos, ministro Nilmário Miranda, foi ao Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia quando Dalvina Mendes da Silva França chegou para reconhecer o corpo do filho Vagner da Silva, o primeiro a ser identificado e liberado. Só no meio da tarde da quarta-feira parentes de Pedro foram ao IML para fazer o reconhecimento.

Raimundo Pereira da Silva Filho disse que só viu o buraco de bala abaixo do peito direito do irmão Pedro e não observou mais nada. ?Não consegui [olhar mais]?, disse Raimundo, que não morava no condomínio. Ele contou, entretanto, que outra testemunha viu quando seu irmão foi baleado.