Uma estudante de 27 anos precisou ter o braço amputado aO sofrer um acidente em um dos trens da SuperVia na Estação de Edson Passos, em Mesquita, município da Baixada Fluminense, na noite de segunda-feira, 15. Naiara de Sousa Ramalho Vaccari sofreu uma tentativa de assalto dentro do vagão e, ao tentar fugir, acabou ficando com o braço preso à composição e caindo no vão entre o trem e a plataforma.

Socorrida por agentes da SuperVia, ela foi atendida pelo Corpo de Bombeiros no local e levada para o Hospital Geral de Nova Iguaçu, também na Baixada Fluminense. Lá, ela foi atendida na emergência com uma lesão grave no braço direito e submetida a uma cirurgia durante a madrugada. Por causa da gravidade do ferimento, o braço teve que ser amputado.

De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital, Naiara passou a terça-feira, 16, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) sendo acompanhada por equipes de clínica médica e ortopedia e recebendo apoio de profissionais de serviço social e psicólogos. O estado de saúde da estudante é estável, mas requer cuidados.

Segundo informações, Naiara voltava para casa depois da faculdade quando teve o celular roubado. Por isso, tentou escapar rapidamente do vagão e o acidente acabou ocorrendo.

Em nota, a SuperVia informou que “agentes de controle da SuperVia prestaram auxílio imediato a uma passageira que se feriu após tentativa de assalto na Estação de Edson Passos (Ramal Japeri)”. De acordo com a concessionária, foram designados também assistentes sociais para acompanhamento o caso. O registro de ocorrência foi feito na 53ª Delegacia de Polícia (Mesquita).

De acordo com o titular da unidade, delegado Matheus Almeida, nem a Estação Edson Passos nem a composição onde Naiara estava tinham câmeras, o que dificulta a elucidação do caso. Na terça-feira, agentes da Delegacia de Mesquita tentaram ouvir a vítima, mas não foi possível porque ela estava sedada e ainda muito abalada. Uma nova tentativa de coleta desses depoimento será feita nesta quarta-feira, 17.

“Não tem câmera no local e nem na composição. Então ontem (terça-feira) a gente deu uma passada no hospital com fotos de suspeitos. Ela disse que três elementos são bem parecidos, mas eles já estão presos”, afirmou o delegado.

Outro caso

O estudante Pedro Arthur Britto Santa Cruz, de 18 anos, foi esfaqueado no braço ao ter o celular roubado, também em um trem da SuperVia, no dia 30 de maio. O golpe atingiu nervos do braço e comprometeu, ao menos temporariamente, movimentos dos dedos da mão esquerda do menino.

A polícia acusou Michael Douglas Gonçalves da Silva, de 19 anos, de ser o autor do crime. Flagrado por uma das câmeras fugindo da estação, ele foi preso no dia 2 de junho. Contra Silva, foi cumprido mandado de prisão temporária por tentativa de latrocínio.