A 15 dias do veredicto do Supremo Tribunal Federal (STF) que vai decidir se acolhe ou não a denúncia do suposto esquema do mensalão, o ex-ministro da Casa Civil e deputado cassado José Dirceu inicia amanhã um movimento político por sua absolvição. Acusado pelo procurador-geral da República, Antônio Fernando de Souza, de chefiar a suposta "organização criminosa" para desviar recursos públicos, Dirceu quer exibir apoios de peso na sociedade para pressionar o STF a rejeitar a denúncia contra ele.

Em ato marcado para o início da noite de amanhã, em Brasília, o ex-ministro lançará o seu site (www.zedirceu.com.br), uma ferramenta que começou a usar em substituição ao seu blog, com espaço para apresentar seus argumentos e o histórico de seu processo numa seção intitulada "Linha do Tempo". O site conterá, ainda, entrevistas com juristas, empresários, sindicalistas, políticos e até personalidades do mundo artístico que admitem a necessidade de uma grande mobilização por sua anistia.