Um ex-policial militar foi condenado na noite de ontem a 12 anos de prisão pelo assassinato de um jovem na noite do dia 25 de dezembro de 1999. Adailton da Silva Santos estava à paisana quando atirou no jovem. Clayton Ricardo Fernandes, de 27 anos, levou um tiro no rosto quando o ex-PM disparou contra um grupo de amigos que fazia barulho durante uma comemoração de Natal.

O julgamento aconteceu no Fórum de Campinas, no interior de São Paulo, começou às 13h40 e terminou apenas às 22h. O ex-PM ainda não foi preso, pois tem o direito de apelar em liberdade.