A Força Aérea Brasileira (FAB) retomou neste sábado (26), por volta das 8h30, as buscas pelo helicóptero que transportava o dono da indústria bélica Avibras, João Verdi, e sua mulher Sônia. As operações, que foram interrompidas ontem à noite, só devem ser encerradas neste sábado depois do pôr-do-sol, quando não houver mais condições de visibilidade.

O helicóptero que transportava João Verdi e a mulher decolou de Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, na quarta-feira, com destino à cidade de São José dos Campos em São Paulo, mas a aeronave desapareceu e ainda não foi localizada. Os trabalhos contam ainda com a ajuda, por mar, da Marinha, e, por terra, do Comando da PM e Corpo de Bombeiros de Ubatuba.

João Verdi, tem 72 anos e é um dos pioneiros da indústria aeronáutica em São José dos Campos. Ele chegou em 1954 à cidade para estudar no ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica) e concluiu o curso em 1958. O empresário e um grupo de engenheiros inauguraram a Avibras em 1961, um ano após a empresa aeroespacial passar a investir em material bélico.