Brasília – Por falta de quórum em plenário, a Câmara dos Deputados adiou a eleição de dois novos ministros do Tribunal de Contas da União (TCU), que estava prevista prevista para ontem. A base governista protestou contra a votação da matéria e entrou em obstrução. O vice-líder do governo, Beto Albuquerque (PSB-RS), disse que a base aliada não está disposta a votar matérias que não são decididas pelo Colégio de Líderes, como é o caso da escolha dos representantes do Senado e da Câmara no TCU.

"Se a pauta não é comum, por qual razão temos que estar no plenário para votar?", questionou o líder.