Cerca de cem familiares e amigos das vítimas do Airbus da TAM, que se acidentou no dia 17 de julho no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, fizeram uma caminhada de protesto no Parque da Redenção, em Porto Alegre. O lugar é tradicional ponto de encontro dos gaúchos nos finais de semana.

Os manifestantes estavam vestidos com camisetas, algumas com fotos dos familiares mortos, e usavam narizes de palhaço. A passeata teve também a adesão de pessoas que estavam no parque apenas para passear. Ao meio-dia foi feito um minuto de silêncio para relembrar as vítimas da tragédia.