Mais de 30 assaltos a ônibus foram registrados desde a manhã de sábado até a tarde de hoje em Salvador e região metropolitana. Homicídios totalizaram 34, transformando o feriado em um dos mais violentos na capital baiana. Segundo o capitão da Polícia Militar Demétrius Leitão, apesar de terem sido instaladas câmeras nos ônibus da cidade, o número de assaltos aumentou porque no final do ano os ônibus circulam a noite inteira. "Os transportes coletivos de Salvador fazem ao todo mais de 2.500 viagens diárias, dando várias chances aos ladrões de agirem", afirmou.

Continuam sendo realizadas operações da PM com a Polícia Civil dedicadas a diminuir os crimes nos coletivos. A violência também pode partir dos passageiros, como ocorreu ontem, quando um homem foi morto tentando assaltar um ônibus no bairro de Águas Claras. Quatro passageiros reagiram, atiraram e depois fugiram. A violência também ocorreu nas estradas baianas no réveillon. De acordo com a assessoria de comunicação da Polícia Rodoviária Federal, até a manhã de hoje o número de acidentes nas rodovias tinha subido para 95, sendo que 54 pessoas ficaram feridas e cinco morreram.