Brasília

– O presidente Fernando Henrique Cardoso aceitou ontem o convite feito pelo secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Kofi Annan, para assumir o cargo de conselheiro especial da ONU após deixar a Presidência da República, em janeiro de 2003. Segundo o presidente, que está em Nova York, ele ainda irá acertar com Annan alguns detalhes sobre as tarefas que irá assumir. “Não queria tarefas burocráticas. Disse a ele (Annan) que aceitaria tarefas políticas e intelectuais.

O convite seria para ser uma espécie de conselheiro especial do secretário para discutir temas que ainda vamos definir, principalmente a organização da opinião pública internacional e da sociedade civil”, disse. FHC almoçou ontem com o secretário-geral da ONU e deve voltar a se encontrar com ele hoje. O presidente brasileiro disse que deverá atuar na formatação de fóruns internacionais.