Barcarena

– O presidente Fernando Henrique Cardoso entrou ontem na polêmica discussão sobre a necessidade de diploma para os candidatos a presidente da República. Numa referência indireta à estratégia do tucano José Serra de explicitar a falta de educação formal de Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, Fernando Henrique Cardoso discordou e disse que não considera fundamental um diploma universitário para quem quer presidir o Brasil.

Sem citar nomes, Fernando Henrique disse que um presidente tem que ter é competência e capacidade para resolver questões. Para ele, o eleitorado deve fazer uma análise em função da pessoa e não de seus títulos. “O presidente tem que ter é competência, capacidade de resolver questões, estar preparado para resolvê-las. Tem gente que passou pela universidade, tem gente que não. Tem gente que passou e não está preparada . E tem gente que não passou e está preparada”, disse Fernando Henrique, completando em seguida a frase para evitar que isso fosse interpretado como um elogio a Lula: “E tem gente que não passou e não está preparada. As pessoas devem avaliar em função da pessoa e não em função de títulos. Se for por título, faz-se um concurso na universidade”.