Brasília

– O presidente Fernando Henrique Cardoso determinou, ontem, aos líderes dos partidos que compõem a base de sustentação do governo no Congresso, que se mobilizem junto aos prefeitos para influir “positivamente” na campanha de José Serra (PSDB) à Presidência da República. Depois de uma reunião de duas horas no Palácio da Alvorada, da qual também participou o vice-presidente Marco Maciel, FHC disse que “está preocupado” em prestigiar a candidatura de Serra, segundo relatou o presidente do PMDB, Michel Temer. Temer disse que ainda esta semana Fernando Henrique iniciará viagens aos estados, em algumas das quais o candidato do governo estará presente.

O presidente prometeu reunir novamente as lideranças, na próxima quarta-feira, para avaliar o trabalho de mobilização. O deputado Arthur Virgílio, do PSDB, disse que FHC pediu empenho para “a hora da virada”, com mobilização nas ruas e a realização de debates. O deputado lamentou a posição do candidato, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), de aceitar participar de um único debate na televisão. “O encontro de madrugada pode ser até romântico, mas não é eficaz”, disse Virgílio, lembrando que o debate marcado para o dia 25 na TV Globo será à noite.