Goiânia (AE) – Um menino com 14 anos de idade denunciou sua mãe à polícia, em Goiás. Ela escondia uma lata de merla (subproduto da cocaína, obtida da mistura da pasta de coca com vários agentes químicos) mais 780 gramas de maconha dentro de um guarda-roupa. A partir das informações do garoto, cujo nome não foi divulgado, a PM prendeu Elisângela Pereira Frado, de 31 anos, domingo à noite, no bairro Jardim Rosa do Sul, em Aparecida de Goiânia (GO).

No momento da prisão, a dona de casa se mostrou surpresa, porque a PM foi direto ao esconderijo da droga. ?Ela disse que a droga não era dela, e sim do marido?, disse a delegada Emília Glük de Podestá, do 1.º DP. O problema é que o marido, Maurício Máximo Ferreira, de 32 anos, está preso no regime fechado da penitenciária Odenir Guimarães (ex-Cepaigo). Segundo ele afirmou, desde o ano passado está separado de Elisângela: ?Nos separamos porque descobri que ela usava drogas?, disse Maurício Ferreira à delegada Emília. A policia desconfia que os dois não se separaram. No entanto, ambos traficam drogas e o fato dos familiares não visitarem ou buscarem informações sobre a dona de casa esclarecem a facilidade da PM para localizar a droga.

O delegado Emerson Morais, do 2.º DP – onde inicialmente Elisângela ficou presa no domingo – acredita que os detalhes serão conhecidos nos próximos 15 dias. ?No B.O. consta que foi a P-2 (polícia secreta da PM) quem investigou o caso e localizou a droga?, disse o delegado Emerson. ?Mas não se pode descartar nenhuma hipótese ou informação sobre o autor da denúncia?, acredita.

Se condenada por tráfico de drogas, a dona de casa Elizângela Pereira Frado ficará presa em regime fechado da ala feminina da mesma penitenciária onde está o ex-marido. Segundo o Conselho Tutelar, o filho do casal vai morar com os parentes de Elisângela.