A partir do dia 7 de março a Uber Eats não estará mais disponível para pedir refeições em restaurantes. O anúncio foi feito pela Uber, que explicou que a partir de agora vai concentrar os esforços em “oferecer a melhor experiência aos usuários na entrega de itens de conveniência e mercado via Cornershop by Uber”.

LEIA TAMBÉM:

>> iPhone 13 e mais nove produtos estão isentos de impostos ao entrarem no Brasil

>> É MEI? Contribuição DAS sofre reajuste e fica mais cara a partir de fevereiro

Em nota, a empresa disse que o principal objetivo daqui pra frente será “oferecer acesso à maior e melhor seleção de supermercados, lojas especializadas, pet shops, floriculturas, lojas de bebidas e outros artigos no aplicativos do Uber Eats. Tudo para que você possa ter ao seu alcance tudo o que precisar, com a melhor experiência possível, desde a escolha dos itens até a entrega”, reforçou a empresa.

Além disso, a Uber disse que vai continuar expandido na oferta de soluções de delivery para empresas com o Uber Direct, que permite a entrega dos mais diversos tipos de produtos em alguns minutos, por meio da rede de motoristas e entregadores parceiros.

Pantanal

Zuleica não aceita morar na fazenda com os filhos

Além da Ilusão

Davi expulsa Iolanda de casa

Novidades da Netflix

Filmes e séries que chegam à Netflix nesta semana

Estreia da semana

5 curiosidades sobre “O Telefone Preto”