Cuiabá

– Um incêndio já destruiu 5% do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, distante 67 quilômetros de Cuiabá. O fogo começou na quinta-feira, em uma chácara na região do Rio Coxipó, na Área de Preservação Ambiental (APA), devastando a fauna e flora do cerrado. O parque tem 33 mil hectares. Cerca de 50 pessoas conseguiram controlar a queimada na tarde de ontem, numa área de difícil acesso.

No entanto, o clima seco, o vento e a baixa umidade do ar contribuem para o surgimento de novos focos de queimadas, que se alastram na vegetação seca da localidade conhecida como Portão do Inferno – onde está localizada a Cachoeira Véu de Noiva – cartão-postal do parque, com uma queda d?água de 76 metros.

Segundo o coordenador do Programa de Prevenção ao Fogo (Prevfogo) do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Romildo Gonçalves, as hipóteses mais prováveis para o início do incêndio no parque são queimadas provocadas por turistas e donos de chácaras na região. “É preciso que as pessoas tenham o mínimo de respeito pelo meio ambiente”, lamentou Romildo. “Sem chuvas nesta época do ano temos que redobrar os cuidados para evitar qualquer princípio de fogo.”

Técnicos do Ibama e da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Fema) estão preocupados com o feriado prolongado na região. O grande número de turistas que procuram o parque poderá agravar ainda mais a situação.