A Ford anunciou o recall dos modelos Ka e Ka Sedan por um problema que pode causar incêndio no motor. O chamado envolve 143.514 unidades produzidas entre junho de 2018 e maio de 2019.

Segundo a marca foi detectado uma anomalia no chicote do sistema de monitoramento da bateria, com risco de gerar um curto circuito que pode ocasionar um incêndio no compartimento do propulsor.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre nossa regiãofutebol, entretenimento e horóscopo, além de blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!

Em nota, a montadora explica que um componente pode ter sido montado de forma incorreta e ficado preso entre a bateria e o seu respectivo suporte. A consequência é o risco de esmagamento e dano desse chicote.

Os veículos devem ser levados a uma concessionária Ford para que seja instalada uma fita de isolamento e clipe de retenção no chicote ou, caso necessário, a substituição da peça. O serviço é gratuito e leva em média 20 minutos para ser concluído.

+ Leia mais: Idosa tem rosto desfigurado após ser atacada por cachorro em casa na Grande Curitiba

O atendimento começa em 22 de julho e deve ser agendado previamente pelo Centro de Atendimento Ford (CAF) por meio do telefone 0800 703 3673.

O cliente tem a opção de se dirigir à concessionária de sua preferência para confirmar se o seu veículo faz parte do recall.

O Ka hatch é o terceiro carro mais vendido no país em 2019, atrás apenas do Chevrolet Onix e do Hyundai HB20. Nos emplacamentos de junho, o modelo superou o HB20, conquistando a vice-liderança. A versão sedã também está entre top 20 no Brasil em vendas.

Número dos chassis envolvidos

ANO-MODELO CHASSI PRODUÇÃO
2018 De J8159050 até K8206504 De 11 junho de 2018 até 10 de julho de 2018
2019 De K8164645 até K8366999 De 11 junho de 2018 até 15 de maio de 2019

Carro é encontrado em cava na Grande Curitiba; bombeiros mergulham à procura de vítima