Os tribunais regionais eleitorais já correm contra o tempo para tentar reverter o fenômeno da multiplicação de eleitores. Pequenas cidades do País têm mais eleitores do que habitantes e a situação chega a ser alarmante em Estados como Piauí. Na correição eleitoral (checagem por amostragem de títulos de eleitores para verificar essa discrepância) feita pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Piauí, concluída no fim de 2006, ficou constatado que pelo menos 14 municípios tinham mais eleitores do que habitantes.

Além disso, tribunais regionais de vários outros Estados pediram este ano revisão do número de eleitores de várias cidades, desconfiados da existência de fraudes no alistamento eleitoral. Foram feitas ou estão sendo realizadas 139 revisões em diversas unidades federativas, sendo 107 na Bahia, 11 em Mato Grosso do Sul, 10 em Minas Gerais, 8 no Piauí, 2 em Santa Catarina e 1 em Sergipe.

O desembargador Elpídio Martins acompanhará o início do trabalho de revisão eleitoral que será realizada em Mato Grosso do Sul. A pressa dos TREs é para evitar que essas distorções influenciem os resultados das eleições municipais do próximo ano a favor da revisão eleitoral.