O presidente da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), Sérgio Gaudenzi, anunciou que pedirá à diretoria da estatal, aos superintendentes regionais e assessores ligados à presidência que coloquem os seus cargos à disposição. Em entrevista coletiva, após assumir formalmente o cargo, Gaudenzi informou que já dispõe de uma lista de nomes para escolher entre eles os que assumirão esses cargos. Ele evitou antecipar nomes, afirmando que ainda vai discuti-los com o ministro da Defesa, Nelson Jobim.

Gaudenzi afirmou que recebeu carta branca para reestruturar a Infraero e que o critério básico para a escolha dos novos dirigentes é o técnico. No entanto, admitiu a possibilidade de nomear políticos, desde que tenham características de técnicos. "Se assim não fosse, eu excluiria a mim mesmo", justificou. Questionado sobre a possibilidade de a Infraero abrir o seu capital e tornar-se uma empresa com ações em bolsa, Gaudenzi disse que é preciso discutir bem essa proposta, mas afirmou que não tem "preconceito" em relação ao tema.