O ex-goleiro Bruno Fernandes de Souza, acusado do desaparecimento de sua amante, Elisa Samudio, participou de uma audiência trabalhista na manhã de hoje, em Belo Horizonte. Participaram também, como testemunhas no processo, Luiz Henrique Romão, o Macarrão, e Dayanne de Souza, mulher do jogador.

Segundo o Tribunal Regional do Trabalho (TRT), o ex-caseiro do sítio de Bruno, localizado no município mineiro de Esmeralda, Paul Helbert, entrou com uma ação indenizatória de R$ 2 milhões contra o goleiro.

A audiência começou às 8h45 e terminou às 9h30, com o acordo entre as partes para o pagamento de direitos trabalhistas, como horas extras e rescisão de contrato. Ficou definido que o caseiro vai receber um total de R$ 13 mil, dividido em 13 parcelas de R$ 1 mil, com a primeira devendo ser paga daqui a 30 dias.