As empresas Google e Apple foram multadas pela Fundação Procon-SP pela disponibilização do aplicativo de envelhecimento FaceApp, segundo informações do portal G1. De acordo com a instituição, a ferramenta desrespeita regras previstas no Código de Defesa do Consumidor (CDC).

+Leia também: “Cadê o Queiroz?” Reportagem localiza pivô de polêmica com a família Bolsonaro

As penalidades são, de R$ 9.964.615,77, valor máximo estipulado pelo CDC, para o Google, e R$ 7.744.320,00, para a Apple. No entanto, as empresas ainda podem entrar com recurso para contestar a decisão. Procuradas pela reportagem do G1, as empresas Google Brasil Internet Ltda. e Apple Computer Brasil Ltda. informaram em nota que não vão comentar o assunto.

De acordo com a fundação, como o aplicativo é disponibilizado em língua inglesa, isso impossibilita que muitos usuários tenham conhecimento claro do conteúdo da ferramenta, o que contraria o artigo 31 do CDC. “A informação adequada, clara e em língua portuguesa é direito básico”, informou o órgão de defesa do consumidor.

+Leia também: Será que o metrô de Curitiba ainda vai sair do papel um dia? Saiba como está o projeto!

Por isso, as empresas, que têm responsabilidade sobre dados essenciais dos produtos e serviços que ofertam, devem ser penalizadas. O aplicativo FaceApp, de origem russa, entretanto, não foi multado por não ter representação jurídica no Brasil. o caso do FaceApp, serão proibidas com base na LGDP. “O consentimento terá de ser informado de forma clara ao usuário”, diz.

Confira os números dos bilhetes sorteados na Nota Curitibana, com prêmios de até R$ 50 mil