O Ministério da Defesa informará ainda nesta quinta-feira (5) ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão que concordou em conceder um reajuste salarial de 6% a 10.600 aeroportuários, servidores da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero). A informação é de funcionários do governo. Com a concessão do aumento, o governo espera evitar uma greve da categoria marcada, em princípio, para o próximo dia 11, antevéspera do início dos Jogos Pan-Americanos, no Rio de Janeiro.

A reivindicação de reajuste salarial dos aeroportuários foi um dos principais assuntos discutidos nesta quinta-feira na reunião realizada no Ministério da Defesa entre o ministro Waldir Pires e os dirigentes dos principais órgãos do setor aeronáutico. Segundo o governo, o aumento implicará um acréscimo de R$ 28 milhões na folha de pagamento dos aeroportuários.

Uma das preocupações do governo é com o fato de que, no caso do Rio de Janeiro, a maior parte dos controladores de tráfego aéreo é de civis, para os quais não valem as normas legais que impedem os controladores militares de realizassem greves.