Brasília (AE) – Depois de analisar uma carteira de 23 projetos de infra-estrutura considerados prioritários pelo governo, o Ministério do Planejamento selecionou cinco para iniciar a implementação das Parcerias Público-Privadas (PPPs) no Brasil. Embora os empresários apostem na publicação dos editais apenas em 2006, o governo está correndo contra o tempo para que sejam lançados dois editais até o fim deste ano: o de recuperação de trecho da BR-116 na Bahia e a construção da Ferrovia Norte-Sul.

Os estudos de viabilidade econômica e financeira dessas obras já foram contratados. E, para evitar que as licitações sejam paralisadas por problemas nos editais, os textos estão sendo elaborados em parceria com o Tribunal de Contas da União (TCU). Os cinco projetos selecionados devem receber investimentos de R$ 4,18 bilhões. Além dos dois que estão mais adiantados, a relação inicial de projetos inclui a construção do anel ferroviário de São Paulo (Ferroanel), do ramal ferroviário entre Ipiranga e Guarapuava, no Paraná, e da ligação entre o porto de Sepetiba e a BR-040, no Rio de Janeiro.