O governo de São Paulo lançou hoje uma campanha para combater o bullying nas escolas. Como parte da iniciativa, serão distribuídas 250 mil cartilhas a professores. Além disso, foi criada uma página no Facebook. Ao todo, há 4,3 milhões de crianças e adolescentes na rede estadual paulista.

O lançamento da campanha aconteceu na manhã de hoje na Escola Estadual Visconde de Itaúna, na região do Ipiranga (zona sul de SP), com a presença do governador Geraldo Alckmin (PSDB) e do secretário da Educação, professor Herman Voorwald.

Na ocasião, foi anunciada a parceria com a iniciativa “Chega de Bullying”, desenvolvida pelo Facebook e Cartoon Network, que teve início no ano passado nos Estados Unidos e começa agora no Brasil.
Segundo o governo, as cartilhas deverão esclarecer aos professores como identificar agressores e vítimas, qual é o comportamento dessas crianças e dá dicas para auxiliar na superação dos problemas.

Já a página no Facebook é a primeira ferramenta de cunho pedagógico lançada pela pasta na rede social.

A Secretaria de Educação afirmou que tem desenvolvido outras ações preventivas, como a formação de 950 novos professores-mediadores, que serão responsáveis por desenvolver projetos pedagógicos para ampliar os fatores de proteção e coibir eventuais pontos de vulnerabilidade e conflitos inerentes à comunidade escolar.