Brasília – O governo federal quer zerar o número de municípios que não têm bibliotecas públicas. Segundo um dos coordenadores executivos do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL), Jéferson Assumção, atualmente existem 613 municípios sem biblioteca no país. ?É preciso uma renovação bastante grande dos acervos e também transformar as bibliotecas em centros culturais?.

Para ele, é necessário não apenas disponibilizar o livro mas também incentivar a prática cultural da leitura no Brasil. ?É fundamental que o brasileiro leia mais e não só do ponto de vista funcional, educacional, pragmático, mas que leia do ponto de vista cultural, que desenvolva o hábito da leitura?. Nesse sentido, ele cita o Programa Nacional de Incentivo à Leitura (Proler) como um importante instrumento para promover a prática da leitura no país.

Segundo Assumção, existem atualmente cerca de 3 mil ações no Brasil com o objetivo de desenvolver a leitura, muitas delas financiadas pela Lei Rouanet. Ele cita a realização de feiras, de jornadas de literatura, bienais e também a criação de bibliotecas em cidades do interior. Em 2006, foram captados R$ 90 milhões por meio da Lei Rounaet, que prevê isenção fiscal para empresas que investirem em cultura.

Apesar da desoneração fiscal promovida pelo governo federal em 2004, Assumção afirma que o livro ainda é muito caro no Brasil. Segundo ele, a ação governamental diminuiu o custo de fabricação do livro em 7%, mas isso ainda não foi repassado ao preço dos livros.

Ele lembra que há poucas livrarias no país – cerca de 2,3 mil concentradas em 600 municípios ? e que o maior acesso à leitura também pode contribuir para baixar o preço dos livros. ?Quanto mais se ampliar o acesso, maior será a procura, e essa procura faz com que as tiragens cresçam?, afirma.

Não existem dados atualizados sobre o interesse dos brasileiros pelos livros. A última pesquisa, de 2001, aponta que cada pessoa lia por ano uma média de 1,8 livro no país, segundo o Ministério da Educação. Assumção lembra que a meta do PNLL é aumentar em 50% esse índice.

Segundo a Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic) de 2005, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as bibliotecas públicas são os equipamentos mais presentes nos municípios brasileiros. São 6.545 bibliotecas localizadas em 4.726 municípios (85% do total), com uma relação de 1,2 biblioteca por município.