O Ministério dos Transportes pretende recuperar, no próximo ano, 16 mil quilômetros de rodovias federais de um total de 56 mil quilômetros. A previsão, feita ontem pelo ministro dos Transportes, Anderson Adauto, é que sejam necessários R$ 1 bilhão em investimentos nessas obras.

Segundo o ministro, foram recuperados este ano cerca de 3,5 mil quilômetros de rodovias e a operação emergencial ?tapa-buracos? beneficiou outros 39 mil quilômetros. Os investimentos em recuperação, conservação e restauração de rodovias chegaram a R$ 794,9 milhões. Se somadas às obras de construção e adequação de estradas, os investimentos alcançaram R$ 1,1 bilhão.

Entre as principais obras, segundo Adauto, estão a recuperação de cerca de 2 mil quilômetros da rodovia Belém-Brasília, a construção da ponte de Porto Alencastro, na divisa de Minas Gerais com Mato Grosso do Sul e a pavimentação da BR-364 no Acre. O ministério cita ainda a retomada das obras de duplicação da Fernão Dias (BR-381), entre Belo Horizonte e São Paulo, da Régis Bittencourt, de São Paulo a Florianópolis (BR-116 e BR-101).