Brasília

– O ministro extraordinário de Segurança Alimentar e Combate à Fome, José Graziano, será chamado ao Senado para falar do programa Fome Zero e explicar por que relacionou a violência em São Paulo à presença de imigrantes nordestinos no Estado. A decisão foi tomada ontem, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), durante a votação de um requerimento do senador Almeida Lima (PDT-SE) propondo um voto de censura à manifestação de Graziano. O ministro de Segurança Alimentar e Combate à Fome foi criticado por vários senadores durante a sessão, mas a censura não foi aprovada.