Os servidores administrativos da Polícia Federal continuam em greve por tempo indeterminado, segundo informações do Sindicato Nacional dos Servidores do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal (SINPECPF). Na quinta, uma nova tabela remuneratória, mais detalhada, foi entregue para representantes do sindicato, que analisaram a proposta.

Segundo informações da presidente do sindicato, Hélia Cassemiro, "a nova tabela não traz um aumento efetivo e o reajuste só começaria em 2008, piorando a situação salarial dos trabalhadores". Uma nova assembléia entre os servidores será agendada assim que o governo apresente uma nova proposta.

Na quarta-feira, representantes do sindicato e do Ministério do Planejamento, em Brasília, fizeram uma rodada de negociação da reestruturação da carreira dos servidores, quando o governo apresentou a proposta de nova tabela remuneratória, que foi reformulada e detalhada e entregue na quinta.

Segundo informações da assessoria da PF, os serviços administrativos na sede localizada na Lapa não foram afetados totalmente, devido ao grande número de trabalhadores terceirizados na área administrativa. A sede em Brasília, de acordo com o sindicato, é a mais prejudicada, já que quase 100% dos servidores aderiram à greve.